POR ACREDITAR SEREM SAUDÁVEIS

45% DOS HOMENS SE ARRISCAM E DEIXAM DE IR AO MÉDICO POR ACREDITAR SEREM SAUDÁVEIS




Rammom Monte / 21 de novembro de 2016

Foto: Divulgação



  


Responsável por 70% dos casos de câncer nos homens no Brasil, o câncer de próstata tem 70 mil novos casos por ano, segundo dados divulgados pelo Inca (Instituto Nacional do Câncer). Apesar de o acompanhamento médico prévio ser essencial, a Sociedade Brasileira de Urologia aponta que 45% dos homens, mesmo estando na faixa etária recomendada, nunca visitaram um urologista.

Apesar dos números alarmantes, o cenário já apresenta uma melhora, é o que aponta o urologista Jacinto Londres Gonçalves. Segundo ele, apesar de ainda haver uma resistência muito grande por parte dos homens, o que se percebe é um aumento no número de pacientes nos últimos anos, a fim de buscar uma prevenção.

“Eu acho que nos últimos anos, pela nossa experiência, pela divulgação, a coisa mudou muito, hoje em dia temos um contingente muito maior, de pessoas com idade entre 35 e 45 anos”, disse.

Segundo o urologista, muito dos seus pacientes já chegam na clínica com o resultado do exame de Antígeno prostático específico (PSA), substância produzida pelas células da glândula prostática e que pode indicar se há alguma alteração ou não. Porém, Jacinto explica que nada substitui o toque prostático.

“Nada substitui o toque prostático. É como a diferença entre tirar uma fotografia de um objeto, uma laranja, por exemplo, e tocá-la. É diferente, é um meio muito importante, principalmente para quem tem experiência, de tocar e sentir como está a próstata”, explicou.

 O momento ideal para fazer o exame

Jacinto Londres falou ainda sobre o melhor momento para se fazer o exame do toque prostático. Caso o paciente tenha algum histórico na família, o médico orienta que o exame seja realizado antes da idade recomendada.

“Quando há algum indicativo de doença na família, este exame deve ser abreviado. Ser realizado mais precocemente, antes dos 35 anos. Fora disto, é bom que seja feito a partir daí, entre os 35 e os 40 anos. Depois disto, ele deve ser realizado anualmente”, afirmou.

Por fim, ele ressaltou a importância do homem realizar anualmente um check-up geral, para que se faça a prevenção não só do câncer de próstata, mas das doenças como um todo.

cidades-cancer-prostata


Fonte: Correio da Paraiba/Rammom Monte