China confirma 6ª morte causada por gripe aviária e sacrifica animais

China anunciou nesta sexta-feira (5) a 6ª morte provocada por uma nova cepa da gripe aviária, conhecida como H7N9, informou a agência Associated Press. As autoridades locais estão abatendo todas as aves que estavam no mercado de carnes Huhuai, em Xangai, onde o vírus foi detectado em pombos.


As autoridades de saúde acreditam que o vírus está sendo transmitido através do contato direto com aves infectadas e dizem que não houve nenhuma evidência até agora de que o vírus está se espalhando facilmente entre as pessoas.


Segundo a AP, o abate em massa de aves, que começou na noite de quinta-feira (4), é o primeiro desde que o governo chinês reconheceu a cepa H7N9, que já afetou 14 pessoas ao longo da costa leste do país, muitas delas de forma crítica.


No começo de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que a gripe das aves tinha causado a morte de 360 pessoas no mundo desde 2003. O vírus H5N1, o mais comum, é transmitido até agora do animal para o homem, mas os cientistas temem que uma mutação dê lugar a um contágio entre humanos, o que poderia gerar uma pandemia.


No entanto, os cientistas estão observando atentamente para ver se a gripe apresenta um risco considerável para a saúde pública ou se poderia desencadear uma pandemia global.


A China é um dos países mais vulneráveis a esta variação da gripe, de acordo com informações da agência France Presse, particularmente porque seu território tem a maior concentração de aves de criação do mundo e em muitas localidades os animais vivem em contato com a população.


site: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/04/china-confirma-6-morte-causada-por-gripe-aviaria-e-sacrifica-animais.html





   


       

Ceilândia é uma potência
Ceilândia é uma potência